Presépio Artesanal na aldeia do Mourolinho feito por Jorge Roberto movimentou 14 toneladas de pedra

Mourolinho é uma pequena aldeia, da freguesia da Igreja Nova do Sobral, Ferreira do Zêzere, com menos de 30 habitações e uma capela dedicada a Nª Srª das Candeias. É também onde mora Jorge Roberto, um artista autodidata, que todos os anos e de há dez anos a esta parte, no largo da aldeia junto ao muro do adro da capela constrói um presépio para a população admirar.
Pedra sobre pedra, durante cerca de 50 horas, Jorge Roberto «Poeta» mantém a tradição de construir um presépio diferente na sua aldeia, o Mourolinho. O Jorge 58 anos, é conhecido pelo “poeta” dado a sua queda natural para compor músicas e canções, que toca com a sua viola, cujo dedilhar aprendeu sem nunca ter cursado “música” e depois de ter encontrado uma viola no lixo, e nela começar a dedilhar. Quanto ao presépio de autor, este ano com um toque de diferença em relação aos anos anteriores, o presépio já foi montado no largo principal da pequena aldeia.

(Continua na próxima edição escrita do DZ)