Abertura da época balnear em Ferreira do Zêzere

A Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere, procedeu no dia 1 de Julho, à abertura da época balnear na Praia Fluvial em Castanheira – Lago Azul.

Este inicio de época balnear contou com a presença do Município, dos serviços de saúde, da GNR, dos Bombeiros Voluntários de Ferreira do Zêzere e nadadores salvadores.

A época decorrerá de 01 de julho até 31 de agosto de 2020 e funcionará segundo as regras emanadas, quer pela APA (Agência Portuguesa do Ambiente), quer pelos serviços de saúde.

Destaca-se, entre outras regras:

– a lotação máxima de 60 pessoas que a praia vai ter de cumprir, sendo que na plataforma da piscina (que vai ter regras próprias) só poderão permanecer em simultâneo 33 pessoas, de forma a garantir o distanciamento social de pelo menos 1.50m;
– estão afixadas no local as instruções de higiene e segurança fornecidas pela APA, bem como as da DGS (Direção-Geral da Saúde);
– a criação de circuitos próprios de acesso assinalados no local, quer para entrar, quer para circular, quer para sair da praia;
– está colocado um mastro na praia com a bandeira de informação de ocupação da praia;
– delimitação de alguns estacionamentos;
– a higienização diária, incluindo fins de semana, de toda a área de praia e zonas envolventes, destacando-se:
i. contentores de resíduos indiferenciados;
ii. cinzeiros;
iii. equipamento de banho;
iv. areal;
v. limpeza e desinfeção das superfícies, tais como o do parque de merendas, muros, vias de circulação, etc.;
vi. IS pública;
vii. Equipamentos de salvamento;
– a recolha dos resíduos indiferenciados todos os dias, ou mais vezes, caso se justifique;
– várias vezes ao dia será transmitido para plataforma própria o grau de ocupação da praia. Plataforma” infopraia” – com aplicação a descarregar para telemóvel;

Em comunicado, a Câmara Municipal “agradece o empenho e colaboração de todos os funcionários do Município envolvidos e serviços de saúde, bem como às entidades citadas, sem os quais não teria sido possível termos época balnear a funcionar em pleno e em plena Pandemia“.